Maquiagem Orgânica, Vegana, Natural, Cruelty Free


  

Confira as diferenças dos produtos de maquiagem orgânicos, naturais, veganos e cruelty free.

Não! Não são todas iguais e você precisa conhecer a diferença (e os produtos)!

Maquiagem orgânica, vegana, natural, cruelty free

Os quatro conceitos são parecidos, mas não são iguais. Cada um tem a sua particularidade e nem sempre estão ligados em um mesmo produto, por exemplo: uma maquiagem natural, nem sempre é orgânica. Entendeu? Não?! A gente vai te explicar melhor, mas primeiro é necessário saber que produtos de beleza que são sustentáveis estão fazendo a cabeça das famosas, das blogueiras e de quem quer salvar o planeta sem deixar a beleza de lado.

Make orgânica X sua pele

As makes orgânicas fazem com que a pele só absorva produtos que vieram direto da natureza, é claro que você sabe que produtos 100% naturais são ricos em óleos naturais, minerais e vitaminas. Produtos orgânicos sendo eles de beleza ou não, não contam com agentes "ruins" como agrotóxicos, conservantes, ou até mesmo hormônios. Sim! Além de obter aquele efeito magnífico das maquiagens em geral, você obterá propriedades positivas, antioxidantes e muito nutritivas.

Este tipo de cosmético pode ajudar a quem possui ou contraiu alguma alergia a cosméticos comuns, pessoas que tem problemas com acne ou pele ressecada pode ser ajudadas pelos produtos orgânicos já que esse tipo de cosmético é livre de parabenos, sulfatos e corantes em geral.

O que um produto cosmético precisa para ser orgânico?

É claro que existem regras para considerar um produto orgânico. Primeiramente a fórmula deve ter pelo menos 95% de sua formula feita por materiais naturais e puros, sem utilização de agrotóxicos na hora do cultivo e sem adição de conservantes na hora da fabricação do cosmético.

O cultivo para os extratos vegetais, manteigas vegetais e óleos essenciais devem ser necessariamente oriundas de uma produção orgânica, isso faz com que os pequenos agricultores e a agricultura familiar ganhem força e clientes.

Não há um órgão regulador e fiscalizador oficial, mas as determinações citadas foram feitas pelo EcoCert que atua há mais ou menos 20 anos no Brasil, este organismo serve também para inspecionar e certificar as produções.

Uma breve descrição sobre as categorias citadas no post

Natural: Na fórmula do cosmético uma taxa que deve ser no mínimo 5% feito de materiais orgânicos, sem acréscimo de parabenos, corantes e sulfatos.




Orgânico: A composição do produto ou cosmético deve ter no mínimo 95% de materiais orgânicos, pode conter ingredientes para fabricação de origem animal, um exemplo super utilizado nos cosméticos orgânicos é a cera de abelha. Nesta categoria nada pode ter resquício de agrotóxicos e corantes, como já foi dito.

Vegano: Neste tipo de cosmético não pode ter nenhum tipo de derivado animal, ou seja, leite, mel ou cera estão proibidos, mas pode conter ingredientes sintéticos. Quando usado componente vindos da terra, a regra é a mesma que para os cosméticos naturais e orgânicos. Ah! E os cosméticos não podem ser testado em animais, ou seja, precisam ser “cruelty free”.

Cruelty free: Na tradução livre para o português, “cruelty free” significa “livre de crueldade”, ou seja, os cosméticos em questão não foram testados em animais.

Conheça as principais marcas que produzem cosméticos e produtos de beleza orgânicos, veganos, naturais, cruelty free

Bioart: é uma empresa de Santa Catarina e produz cosméticos dentro das regras para ser orgânico. As makes da marca não agridem a pele e não trazem problemas caso você durma maquiada(o).

Cativa Natureza: é também uma empresa que comercializa produtos orgânicos. A marca possui uma linha de cosméticos probióticos também.

Alva: uma empresa alemã que já está presente no Brasil, a Alva representa cosméticos veganos.

Surya Brasil: empresa brasileira, que possui até um spa em São Paulo, trazendo ali e nas lojas cosméticos e produtos de higiene totalmente veganos.

Por Carolina B.

Maquiagem orgânica


Leave your comment